História do vidro

31/07/2015 15:28

Os primeiros registros da descoberta do vidro datam de 5000 a.C. quando mercadores fenícios fizeram uma fogueira sobre blocos de nitrato de sódio. O fogo em contato com a areia e o nitrato de sódio resultou num líquido transparente, o vidro.

Mais tarde, 100 a.C., os romanos produziam vidro por técnicas de sopro em moldes, para fabricar "janelas". Em 300 d.C. o imperador Constantino passou a cobrar impostos aos vidreiros, em vista da larga distribuição do produto.

Com o passar dos séculos as técnicas de fabricação do vidro foram se modernizando até que na Idade Média em diante, passou a ser um segredo de peritos para combater a espionagem industrial.

A indústria de vidro alcançou a produção em massa a partir da Revolução Industrial, principalmente na indústria automotiva do século XX, e também a partir do surgimento de dois novos métodos de produção - o processo da folha estirada e o de flutuação (float).

Embora a moderna fabricação de vidro seja europeia, com destaque para França e Bélgica, uma indústria americana emergiu aperfeiçoando os processos já existentes. No início da década de 20, a Ford Motor Company criou um novo processo de produção em massa, expandindo a indústria americana.

A partir daí, foram surgindo novos fabricantes e técnicas cada vez mais aperfeiçoadas. Empresas européias, americanas e mais tarde asiáticas cresciam e compravam outras menores, aumentando seu alcance no mercado. O vidro fabricado tornava-se um produto cada vez mais polido, com melhor acabamento e sem irregularidades na superfície, surgindo também os vidros destinados a decoração e objetos artísticos. 

 

compartilhar

5691

Av. José Miguel Ackel, 10 Parque Industrial Cumbica - Guarulhos - SP